©

Ainda tenho uma vaga lembrança
Daquilo que sonhei quando criança
Nós
Num desejo tolo
De ter um ao outro

Nossa paixão incerta,
Como as ondas do mar
Ora calma, ora inquieta
Mas é onde sempre quisemos estar

Um barco inundado com lágrimas
De nossas chegadas e partidas
Que vai te levar
Pra todo lugar

Tenho várias lembranças
Do que não vivemos
Um navio cheio de sentimentos
Ainda não sei
Se em alguma ilha vai
desembarcar
ou naufragar.

- dangerous
Sou um espelho. Se não gosta das minhas atitudes, preste atenção nas suas, são apenas consequências de seus próprios atos. Não espere que te mande flores, se me joga pedras. Não espere que seja diferente, se permanece fazendo tudo igual. Não espere respostas, se sua boca se fecha.
E repito: sou um espelho, não espere de mim o que você não faz.
- dangerous
Amor não é um produto perecível de validade curta. Não acaba tão fácil, tão rápido. Não é justo só eu sofrer.
-

Invisível ao toque - Nat Bespaloff

Não sei o que estou me tornando
Só sei que tudo está me transtornando
Sinto imensa vontade fugir destes atos em vão
Destas palavras sem perdão
Quero me perder na liberdade de me encontrar,
De me tornar alguém que possa me orgulhar
- dangerous
Moço dos cabelos compridos,
Não me importaria de passar uma noite contigo
Trocando poesia
Curtindo uma boa prosa, ou uma boa maresia
- dangerous

Mas é assim querido,
Tem hora que o ego infla, tem hora que esvazia
Esvazia como um balão

E a gente se vê caído
Às vezes a vida sacaneia
Até parece que ela não tem coração

O destino brinca com a gente, meu amigo
Tem que saber desviar das pedras
Conviver com as cobras
Ou então, a gente fica perdido

Neste jogo insano
Onde sabemos o final
Que pode ser fatal
Vamos simplesmente, levando.

- dangerous.
Quando tudo parece trançar-se em nós
No interior do casulo que somos nós
Resta a esperança
De que essa turbulenta metamorfose vai assar
E seremos livres para voar
- dangerous.
Mas o dia vai nascer
O sol vai raiar
Sua alma vai engrandecer
E seu coração: Continuar a amar
Para sempre.
- dangerous.